sexta-feira, novembro 20, 2009

Direitos da Criança - 20 anos depois...


A Convenção sobre os Direitos da Criança, adoptada há exactamente 20 anos, a 20 de Novembro de 1989, é o tratado mais ratificado da História.

20 anos depois da convenção dos direitos da criança há muito para fazer. Por todo o mundo, fome, tráfico de crianças e trabalho infantil continuam a ser uma realidade e a crise mundial agravou a situação de pobreza que afecta milhões de crianças.

Composta por 54 artigos, a Convenção assenta em "quatro pilares fundamentais" - não discriminação, interesse da criança, direito à vida e ao desenvolvimento, respeito pela opinião da criança - e define padrões para protecção de menores de 18 anos. Em 2000, a ONU adoptou dois protocolos facultativos: um sobre venda de crianças, prostituição e pornografia infantil, outro sobre envolvimento em conflitos armados.


Em Portugal, nas últimas décadas, a situação registou grandes avanços, por exemplo ao nível da educação, da saúde e até da protecção contra abusos.

Contudo, violações de crianças, maus tratos fisicos e psicológicos, crianças arrancadas do ambiente da familia que sempre conheceram, crianças discriminadas por causa da raça. Tudo existe ainda em Portugal, onde estão os progressos?
Penso que ainda há muito a fazer para que se cumpram os direitos das crianças. Ainda que se possa fazer mais em termos de legislação para defender, por exemplo, as crianças vitimas de maus tratos, acredito que muitos dos problemas estão relacionados com a falta de educação e com a forma como se olha para as crianças.

Só os EUA e a Somália ainda não subscreveram a Convenção, apesar de terem manifestado essa intenção e de o Presidente norte-americano, Barack Obama, já ter confessado "embaraço" por estar na companhia de "um país sem lei".
O trabalho de governos e organizações de apoio à criança tem dado frutos, como referem os indicadores da Unicef, Fundo das Nações Unidas para a Infância. Só que o texto da lei esbarra muitas vezes tanto em problemas como a pobreza e a guerra como em tradições e atitudes culturais. É o caso, lembrado numa edição comemorativa dos 20 anos da Convenção, da mutilação genital feminina.

Como escreve nesse relatório Ann Veneman, directora executiva da Unicef, a agenda dos direitos da criança "está longe de ser totalmente cumprida" e milhões continuam sem protecção e sem serviços essenciais. A crise veio também "expor muitas crianças ao agravamento da fome, da subnutrição, da falta de oportunidades e do sofrimento", porque quase 45 por cento da população mundial tem menos de 25 anos.

O atraso dos EUA tem sido justificado pela necessidade de verificar a compatibilidade do texto da Convenção com a legislação federal e de cada um dos estados.

quarta-feira, novembro 11, 2009

18º Aniversário do Massacre de Santa Cruz - Timor



12 Novembro de 1991

Assinala-se hoje o 18º Aniversário do ‘Massacre de Santa Cruz’, ocorrido em 12 de Novembro, em Díli.

A força das imagens captadas por Max Sthall , e depois difundidas mundialmente por todas as cadeias de televisão, deu a conhecer ao mundo as atrocidades que a Indonésia cometia, impunemente, sobre os naturais da antiga Colónia Portuguesa, invadida pela Indonésia em Dezembro de 1975, que passou a considerar Timor como a sua 27ª província.
Foi a partir deste, tristemente célebre, acontecimento que Timor atraiu sobre si a atenção da comunidade internacional, acordou as consciências, e fez com que a Luta dos timorenses pela libertação da Indonésia passasse a constar da agenda mediática de muitos países e activistas, lembrando ainda à ONU o ‘problema’ de Timor.
Sem a difusão maciça daquelas imagens, o mundo continuaria a ignorar o genocídio que vinha sendo cometido sobre os timorenses, desde 1975, e que se prolongaria ainda até Setembro de 1999, após a realização do Referendo pela auto-determinação e subsequente intervenção das forças da ONU (Interfet) para fazer cessar a violenta retaliação das forças indonésias face ao resultado do referendo – esmagadora maioria da votação a favor da libertação da Indonésia.


O Presidente da República e o Primeiro-Ministro de Timor-Leste estiveram hoje no cemitério de Santa Cruz, para prestar homenagem às vítimas do massacre, cuja verdadeira dimensão ainda hoje se desconhece, embora vulgarmente sejam apontados mais de 200 mortos e muitos feridos e desaparecidos.

Fonte: Arquivo & Museu da Resistência Timorense

Aqui fica também a minha singela homenagem aos massacrados de Santa Cruz e, igualmente, a todos os que, ao longo de 24 anos, lutaram e deram a vida pela libertação de Timor.

segunda-feira, novembro 09, 2009

20º aniversário da queda do muro de Berlim


O muro caiu por causa de uma gafe

A queda abrupta do muro de Berlim deveu-se a um erro do porta-voz do Politübro do partido comunista da RDA. O episódio é recordado, esta segunda-feira, 9, no Canal de História, num ciclo de documentários dedicado ao 20º aniversário da queda do muro de Berlim

No Outono de 1989 os acontecimentos no território da antiga República Democrática Alemã sucediam-se a uma velocidade estonteante. Os duros do regime tinham sido afastados do poder e substituídos por elementos mais disponíveis para dialogar com os movimentos da oposição.

Günter Schabowski, porta-voz do Politübro, dava diariamente a cara pelo governo e anunciava a novas medidas em conferências de imprensa que eram transmitidas em directo.

Naquela tarde fria de 9 de Outubro, Schabowski, hoje com 80 anos, entrou na sala para ler o comunicado dando conta da resolução do governo que autorizava os alemães orientais a viajar para o ocidente sem quaisquer restrições burocráticas.

Schabowski acabara de receber a nota e mal a lera. No final da conferência, um jornalista da NBC perguntou-lhe quando é que as novas regulações entrariam em vigor. Ele passou os olhos pelo papel e respondeu: "Sofort, unverzüglich [Já, imediatamente]" .

Nesse mesmo instante, a agência Reuters noticiou que os alemães orientais podiam, desde logo, atravessar a fronteira inter-alemã em qualquer ponto. Ao mesmo tempo, as notícias transmitidas pela televisão da Alemanha ocidental (nessa altura uma das principais fontes de informação independente para a população da Alemanha de Leste) anunciavam que o muro de Berlim estava a ser aberto.

Poucos minutos depois, dezenas de milhares de alemães orientais começaram a confluir para o muro que dividia a capital do país dividido. Sem ordens dos seus superiores e sem saber o que fazer, os guardas fronteiriços simplesmente abriram a fronteira para deixar passar as multidões, através deste marco da cortina de ferro que separou a Alemanha e o mundo em campos antagónicos.

O "Erro de Schabowski" é o título de um documentário com que o Canal de História inicia esta segunda-feira, 9, às 22 horas, um ciclo de programação dedicado ao 20º aniversário da queda do Muro de Berlim.

O especial "Berlim, 20 anos sem o Muro" vai prolongar-se até 15 de Novembro e conta com seis documentários "actuais e exclusivos" que incluem material de arquivo inédito (como filmes de propaganda e vídeos amadores) e entrevistas com antigos guardas do muro, espiões, políticos e jornalistas, ente outros.

DAQUI


video

Fonte: Radio Renascença

quarta-feira, outubro 28, 2009

Especial Gripe A


A Gripe A está a afectar o mundo inteiro. Mulheres grávidas, bebés e crianças são dos grupos mais sensíveis. Saiba como proteger-se e proteger os seus filhos.

Saúde em tempo de gripe
pandemia da gripe A (H1N1)v
Conheça algumas medidas preventivas suplementares no que respeita às crianças e à família em geral.

10 passos para evitar o vírus H1N1. Siga-os...
Se tem sintomas de gripe... aqui ficam as recomendações essenciais.

segunda-feira, agosto 24, 2009

30 de Agosto - o Dia em que os timorenses votaram pela liberdade


Timor-Leste 1999 - Cronologia

25 Janeiro 1999
Yusuf Habibie faz a primeira referência pública à possibilidade de Timor-Leste se separar da Indonésia.
27 Janeiro 1999
O ministro da informação indonésio, Yunnus Yosfia, anuncia que, se os timorenses rejeitarem a proposta de autonomia, o governo indonésio proporá à Assembleia Consultiva do Povo a anulação da integração de Timor-Leste, abrindo a porta à independência.
11 Março 1999
Portugal e Indonésia acordam em Nova Iorque que a consulta aos timorenses se fará através de escrutínio secreto.
05 Maio 1999
Assinatura dos Acordos de Nova Iorque entre Portugal e a Indonésia, sob a égide do Secretário-Geral das Nações Unidas, para organização de uma Consulta Popular ao Povo de Timor-Leste.
11 Junho 1999
0 Conselho de Segurança aprova a Resolução n° 1246, que institui a UNAMET (United Nations Mission in East Timor).
16 Julho a 5 Agosto 1999
Recenseamento de 451 719 eleitores em Timor-Leste e na diaspora.
09 Agosto 1999
Assinatura do Código de Conduta para a campanha política.
10 Agosto 1999
Acantonamento unilateral das FALINTIL, que, obedecendo às instruções do Comando da Luta, resistem às provocações das forças militares indonésias e das suas milícias.
14 Agosto 1999
Início da campanha para a consulta popular.


30 Agosto 1999
Consulta popular: votam 98,6% dos recenseados.


Esta é a fria cronologia dos factos que antecederam o Referendo de 30 de Agosto, há precisamente 10 anos.

Contudo, o dia da consulta popular foi o "Dia". Aquele em que os bravos timorenses ignoraram as ameaças dos indonésios, enfrentaram o medo, e deram ao mundo uma lição de coragem e determinação sem igual.

Dez anos passados, é hora de festejar uma data tão significativa e tão especial, em que os timorenses se uniram em nome dum desígnio maior!

Mas também é hora de pensar no futuro, de reconquistar essa união, de construir um país mais justo e mais próspero.

Os últimos anos são muito promissores e apontam para a Nação livre e independente sonhada com o referendo de 1999.


Parabéns Timor-Leste!
"Libertada a Pátria, libertemos o Povo"!


segunda-feira, julho 27, 2009

3 Meses em Timor (III)












sexta-feira, julho 03, 2009

3 Meses em Timor (II)














Kirsty Sword-Gusmão em Portugal



"UMA MULHER DA INDEPENDÊNCIA"


Foto: Margarida Azevedo

Durante cerca de três semanas, Kirsty Gusmão visitou Portugal acompanhada dos seus três filhos e da mãe.
Foi uma visita muito bem sucedida, em todas as vertentes, e a família de Xanana Gusmão leva de Portugal uma impressão muito positiva.
Esperemos que Kirsty volte em breve, porque já deixou saudades nos muitos amigos que cá ficaram.
Amigos pessoais ou amigos de Timor-Leste, a todos encantou com o seu sorriso fácil e a sua simplicidade calorosa

3 meses em Timor

Timor
beleza pura
sorrisos abertos
esperança no olhar
promessa de um país novo...


quarta-feira, fevereiro 11, 2009

BONECAS DE ATAÚRO PELA PRIMEIRA VEZ EM LISBOA



A Embaixada de Timor-Leste em Portugal vai acolher no próximo dia 12 de Fevereiro entre as 16h30 e as 19h30, as Bonecas de Ataúro, numa apresentação / conferência de imprensa sobre a estreia das “Bonecas de Ataúro na capital portuguesa”.

A sessão inaugural será presidida pelo Encarregado de Negócios, Antonito de Araújo, na presença do Responsável pela Secção Cultural da Embaixada, José Amaral, e caberão à mentora do projecto Piera Zurcher e à representante em Portugal das “Bonecas de Ataúro”, Sara Moreira, apresentar o percurso e significado desta exposição.

As Bonecas de Ataúro, são dadas como exemplo de sucesso do empreendedorismo social leste-timorense, recordando que este projecto conta com o apoio da Secretaria de Estado da Cultura de Timor-Leste e premiadas pela UNICEF, constituem o primeiro produto certificado de Timor-Leste enquanto País independente.

Esta iniciativa de empreendedorismo social leste-timorense teve origem no grupo Bonecas de Ataúro que está alojado na ilha de Ataúro, em Timor-Leste e trata-se de uma iniciativa que levou um grupo de mulheres a criar uma oficina de artesanato, onde são desenvolvidas peças originais e criativas.

As artesãs trabalham em pano e bordados, criando não só bonecas, mas bolsas e toalhas. Entre vários outros produtos contam-se com trabalhos elaborados com materiais ecológicos como é exemplo a concepção de Biojóias.

Segundo a preocupação do grupo, passa pela adopção de métodos que permitam melhorar os seus processos de trabalho e aprendizagem para a inovação e geração de maior riqueza para a comunidade onde estão inseridas.

As “Bonecas de Ataúro” são tecidas por mulheres e destinadas às crianças formando uma teia de pontos e abraços que se estende de Ataúro a todos os distritos e além-mar.

O presente grupo conta com o apoio do padre Luís Fornasier e um grupo reduzido de mulheres num pequeno espaço da Missão Católica de Ataúro.

A construção da Oficina-Museu das Bonecas de Ataúro constitui uma parceria com o Centro Cultural Português do Instituto Camões.

As “Bonecas de Ataúro” foram na semana passada expostas na Feira Concepta, na Exponor, do Porto.Depois da participação na Feira Concepta na Exponor do Porto, as Bonecas passarão ainda amanhã, 11, por Coimbra, no Salão Brazil, onde às 15h30 apresentarão o projecto, com projecção de fotografias e música timorense.

Embaixada de Timor-Leste em Lisboa
Largo dos Jerónimos nº 3 - 1º
1400-209 Lisboa


Visite o Blog das "Bonecas"

segunda-feira, fevereiro 09, 2009

Solidariedade para com o povo australiano

Foto: Reuters

Austrália: 108 mortos e 750 casas ardidas - último balanço

Numerosas localidades australianas foram varridas do mapa com os incêndios que calcinam o sul da Austrália, queimando casas, automóveis e pessoas na maior tragédia de sempre deste género no país, saldada em 108 mortos e 750 lares destruídos.

O número de vítimas continua a crescer enquanto as operações de busca e salvamento resgatam corpos das chamas que têm transformado num inferno sobretudo o Estado de Victoria.

.../...

quinta-feira, fevereiro 05, 2009

Viajar, enriquece-nos interiormente...


Alguns momentos marcantes...

Recepção na aldeia de Assalaino, Lospalos - Timor-Leste, 2001


Ubud, Bali, Indonésia - 2006

Museu d'Orsay, Paris - 2005

Krakov, Polónia - 2005



Veneza, Itália - 2005

Fotos de LenaLorosae

segunda-feira, fevereiro 02, 2009

BONECAS DE ATAÚRO NO PORTO

EXPONOR / CONCEPTA Feira de Arte, Cultura & Criatividade
Artesanato de Ataúro, Timor-Leste, em Portugal !!!
Agradece-se a melhor atenção na divulgação deste acontecimento e sobretudo no seu acompanhamento, visitando o stand das adoráveis "Bonecas".
A oportunidade é única.
Estão todos convidados!
http://bonecasdeatauro.blogspot.com/ (blog de promoção da vinda do projecto)http://www.bonecasdeatauro.com/ (sítio oficial das Bonecas de Ataúro)
Contacto Porto / marcações de entrevistas / Infos:
Sara Moreira - t. +351 938 305 344 - e-Mail: saritamoreira@gmail.com
Contacto Ataúro / Timor-Leste: Piera Zurcher - t. +670 7325830 / +670 7282563 / +670 7370229

segunda-feira, janeiro 19, 2009

Barack Obama - Há um sinal de esperança


Hoje é ainda o momento para a união entre "todos os homens e mulheres de boa vontade", seja qual for a raça, religião ou continente a que pertençam.

Amanhã será o dia em que Obama tem de começar a transformar o mundo. Também dele se espera que o leve a uma nova fronteira.

Barack Hussein Obama - "Yes, we can!"

“Considero-me feliz por ter sido capaz de crescer vendo a América sob diversos pontos de vista. A minha infância foi passada no Havai e na Indonésia.
Após a faculdade, trabalhei como organizador da comunidade, na zona sul de Chicago incidindo o meu trabalho na melhoria das condições de vida em bairros pobres.

Descobri que a verdadeira solução dos problemas, com as nossas comunidades, passa pela necessária mudança das nossas leis e da nossa política. Candidatei-me e fui Senador, durante sete anos, no estado de Illinois, onde lutei pela melhoria dos cuidados de saúde da criança, obtendo cortes fiscais para os trabalhadores pobres e ratificando a reforma da previdência.
Em 2004, fui eleito para o Senado dos E.U., onde tenho trabalhado para aprovar leis contra as armas perigosas e para tornar os governos mais responsáveis. Tenho-me também oposto, desde o início, à guerra no Iraque, e acredito que precisamos trazer as nossas tropas para casa para assim poderemos reorientar uma luta mais ampla contra o terrorismo.

De todas as minhas experiências de vida, estou muito orgulhoso de minha esposa Michelle e das minhas filhas Malia e Sasha.”

"O Arco do universo moral é longo, mas curva-se em direcção à justiça. "(MLK)

quinta-feira, janeiro 08, 2009

NÃO ESTÁS À VENDA...


O tráfico de seres humanos é uma versão moderna de escravatura. As pessoas são tratadas como mercadorias, sendo vendidas e compradas e estando sujeitas a todo o tipo de exploração: normalmente na indústria do sexo, mas também no sector agrícola, entre outros.

Conhecem-se, diariamente, novos casos de escravatura doméstica. Qualquer pessoa, homem, mulher ou criança, pode ser vítima de tráfico de seres humanos.

O Conselho da Europa, cujo principal objectivo é salvaguardar e proteger os direitos humanos, tem como uma das suas prioridades o combate ao tráfico de seres humanos, tendo sido já realizadas várias acções políticas e legislativas.
As histórias de Talina, Fábia, Yvo, Anna e Sofia ilustram várias formas de exploração. A banda desenhada que relata a história destas personagens é mais uma contribuição do Conselho da Europa para o combate ao tráfico e protecção das suas vítimas.