quinta-feira, novembro 25, 2010

TLA - Timor-Leste Air Lines

Timor-Leste vai ter uma companhia aérea de bandeira, de modo a potenciar o mercado do turismo e promover a imagem do país no mundo.

segunda-feira, maio 10, 2010

Título do Benfica faz renascer congénere em Timor


Antigos sócios e jogadores reuniram-se para ressuscitar clube


O triunfo do Benfica na liga portuguesa, com a enorme onda de euforia que se lhe seguiu, contagiou até a população de Timor-Leste e levou antigos sócios e jogadores do Sport Díli e Benfica a reunirem-se para ressuscitar o clube.

Vários elementos do clube entretanto extinto reuniram-se em assembleia-geral, no anfiteatro da Fundação Oriente, com o objectivo de reactivar o clube timorense, que contava com inúmeros adeptos na época da administração portuguesa.

Ao encontro não faltou sequer o antigo jogador do clube, e hoje vice-primeiro ministro, Mário Viegas Carrascalão, nem o também antigo jogador, e ex-primeiro ministro timorense, Mari Alkatir, que ficou nomeado presidente da Assembleia-Geral.

O encontro já nomeou, de resto, a direcção provisória, presidida por Fernando Encarnação, e que tem a missão de conduzir o clube até à realização de eleições. Foram ainda votados os elementos dos corpos sociais e aprovados os estatutos provisórios.

Ficou desde já marcada nova assembleia-geral para 6 de Junho, altura em que deverão ser aprovados os estatutos definitivos e eleitos os novos corpos gerentes. A ideia é tornar o Benfica de Díli novamente um clube popular em Timor-Leste.

domingo, março 28, 2010

SEMANA SANTA EM TIMOR...


POR OCASIÃO DA PÁSCOA, MULHERES DE TIMOR-LESTE CARREGAM MADEIROS ATÉ À IGREJA DE KOMORO, EM DÍLI.

quarta-feira, janeiro 20, 2010

Petição a favor do Haiti


Enquanto o Haiti recupera da sua catástrofe, por favor trabalhe para assegurar o cancelamento imediato da sua dívida externa, no valor de 1bilião de US dólares e garanta que o apoio humanitário de emergência às vítimas do terramoto será sob a forma de donativos e não como empréstimos, assinando a seguinte petição

ASSINE JÁ
http://one.org/international/actnow/haiti/o.pl?id=1408-2522567-x3bSJox&t=3

Petition text:

As Haiti rebuilds from this disaster, please work to secure the immediate cancellation of Haiti’s $1 billion debt and ensure that any emergency earthquake assistance is provided in the form of grants, not debt-incurring loans.

Haiti needs a sustained international effort as it seeks to recover from this earthquake. The current outpouring of support is encouraging, and now we need to cancel Haiti’s debt so the country can start its recovery without the burden of debts it won’t be able to pay. In addition we must be vigilant that new aid doesn’t come in the form of loans that would create new debt for Haiti.
But here and now, there is a very clear goal: let’s get rid of this crippling debt.

Thank you,
Keren Dongo
Community Engagement Manager, ONE.org

segunda-feira, janeiro 18, 2010

Catástrofe no Haiti

Mortos podem ser mais de cem mil

O terramoto de magnitude 7 atingiu o Haiti na terça-feira, 12/01/10, destruindo vários prédios na capital e causando devastação naquele país da América Central. O sismo afectou a estrutura de telecomunicações do país e as informações sobre vítimas e danos são ainda impossíveis de dar.
René Préval, presidente do Haiti, afirmou ao jornal Miami Herald, que o sismo de terça-feira terá provocado "milhares de mortos" e que a situação na capital, Port-au-Prínce, é "inimaginável".
Em declarações à CNN, o primeiro-ministro haitiano, Jean-Max Bellerive, admite que o número de mortos ultrapasse os cem mil. O chefe de estado conta que o prédio do Congresso, hospitais e escolas foram destruídos, bem como o seu palácio presidencial. E relata que muitas pessoas ficaram soterradas em escolas.
O presidente pediu ajuda internacional para o país devastado, enquanto a primeira-dama, Elisabeth Préval, lamenta: "É uma catástrofe"!
Terramoto entre os mais fortes de sempre
O Haiti, país mais pobre da América e de todo o hemisfério ocidental, foi abalado terça-feira por um sismo de magnitude 7 na escala de Richter, o mais forte da sua história e um dos 15 mais violentos dos últimos 20 anos.
Com uma das maiores taxas de densidade populacional do mundo, o Haiti tem cerca de 80 por cento da população a viver abaixo do limiar da pobreza e 54 por cento em pobreza extrema.
O Haiti teme consequências "catastróficas" após o sismo que atingiu terça-feira o país e que arrasou vários edifícios, onde várias pessoas deverão encontrar-se presas entre os escombros.


video

Fonte: Visão online