quarta-feira, abril 30, 2008

J. Leones de Lima - Um exemplo de coragem!


J. Leones Lima, depois de sofrer um acidente profissional do qual resultou uma grave deficiência física (tem 52 anos, é paraplégico com 80% de deficiência, mas recentemente "ligou" Viana do Castelo a Faro em cadeira de rodas, protestando ao longo de 800 km pela vergonhosa falta de igualdade de oportunidades.

Vai tentar, em 2008, "ligar" Tuy em Espanha até Faro, juntamente com mais 19 deficientes, lutando por uma igualdade de oportunidades equilibrada e como treino para os Jogos Paralímpicos de 2012 em Londres.
sócios, inscrevam-se no clube VPCR (Volta a Portugal em Cadeira de Rodas), em: http://vpcr.planetaclix.pt


J. Leones Lima, depende exclusivamente da venda dos seus livros e só poderá continuar a a viver com dignidade, se os seus leitores passarem a palavra sobre os seus livros - "Culpado me Confesso", lançado em Junho de 2006, "O Doce Amargo da Conquista", lançado em Maio de 2007, e outros em preparação .

Visite o site do escritor sobre deficiências: http://webleones.home.sapo.pt/
Seja solidário, divulgue este site e o trabalho deste escritor.

QUER EDITAR UM LIVRO ?

EDITALEONES

A Editaleones está à disposição de todos, mas principalmente daqueles que queiram pequenas edições a baixo custo.
Se necessita editar um livro, pode solicitar uma baixa tiragem (a partir de 50 livros com 40 folhas, ou 80 páginas mínimo), pagando um preço justo, e usufruindo de alta qualidade e personalização por exemplar se o desejar.

A função de uma editora é confeccionar o livro e distribui-lo aos possíveis leitores, usando um modelo de negócios que se baseia na produção em massa de um mesmo objecto. As editoras normalmente fazem livros em tiragens de até alguns milhares de exemplares. Não é lucrativo optar por tiragens muito baixas, já que as editoras usam métodos de Impressão offset, cujos custos só se tornam viáveis a partir, mais ou menos de 500 unidades, mas o resultado de tão baixas edições é o alto custo dos livros, chegando mesmo a ser proibitivo e de pouca personalização do produto acabado.

No entanto, os livros confeccionados na Editaleones são em termos comparativos muito acessíveis. Fazem tudo o que uma editora offset faz e ainda conseguem muitas vantagens, como conteúdos 100% personalizados e ainda ajudam a vender os nossos livros!

Fazem impressões a laser, com a mais alta qualidade. Utilizam e aplicam capas em cartolina e cartolina plastificada, ou capas duras em cartão revestido a papel couché de alto brilho, e capas de luxo em couro, gravado a quente e ainda capas em tecido, veludo e geans de várias tonalidades.

Editam e personalizam
1 - Livros de Autor
2 - Teses de Mestrado
3 - Livros de Honra, para casamentos, baptizados, aniversários
4 - Agendas e Diários
5 - Cartões de visita
6 - Blocos de Notas
7 - Convites

www.editalivros.com

quarta-feira, abril 23, 2008

DIA MUNDIAL DO LIVRO

No dia 23 de Abril, dia de São Jorge, comemora-se um pouco por todo o Mundo – cerca de 100 países - o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor, desde 1995 e por decisão da UNESCO.

Esta data foi escolhida para honrar a velha tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas UMA ROSA VERMELHA DE SÃO JORGE (Saint Jordi) e recebem em troca, UM LIVRO. Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, falecidos em 1616, exactamente a 23 de Abril.
Partilhar livros e flores, nesta primavera, é prolongar uma longa cadeia de alegria e cultura, de saber e de paixão.
Leia LIVROS, ofereça Rosas !


Crianças formam livro humano para comemorar o Dia Mundial do Livro
Lusa 2007-04-23
Mais de mil crianças, dos 4 aos 17 anos, de escolas do Grande Porto comemoraram hoje o Dia Internacional do Livro, no Parque da Cidade, formando um livro humano aberto.

Debaixo de sol, as crianças, de t-shirt branca vestida, alinharam-se de forma a criar um livro aberto, sendo o bordo do livro formado por professores, pais e auxiliares de educação.

"O livro é um animal vivo" é a frase de Aristóteles que se lia inscrita neste livro humano.A ideia surgiu de alguns professores do agrupamento de escolas do Viso, Porto, que pretenderam fazer com que cada uma das crianças presentes "percebesse que a maior ferramenta que pode ter na vida é o livro", disse à agência Lusa Carlos Marinho, da organização do evento.

.../...

http://www.educare.pt/educare/Actualidade.Noticia.aspx?contentid=9C3AFFC18B2D46E6A800C6F429E31F48&opsel=1&channelid=0

domingo, abril 20, 2008

STOP THE VIOLOENCE AGAINST WOMAN


UNIFEM is the women’s fund at the United Nations. It provides financial and technical assistance to innovative programmes and strategies to foster women’s empowerment and gender equality.

Facts & Figures on Violence Against Women
Violence against women and girls is a problem of pandemic proportions. At least one out of every three women around the world has been beaten, coerced into sex, or otherwise abused in her lifetime — with the abuser usually someone known to her [1]. Perhaps the most pervasive human rights violation that we know today, it devastates lives, fractures communities, and stalls development.

Statistics paint a horrifying picture of the social and health consequences of violence against women. For women aged 15 to 44 years, violence is a major cause of death and disability [2].

In a 1994 study based on World Bank data about ten selected risk factors facing women in this age group, rape and domestic violence rated higher than cancer, motor vehicle accidents, war and malaria [3]. Moreover, several studies have revealed increasing links between violence against women and HIV/AIDS. Women who have experienced violence are at a higher risk of HIV infection: a survey among 1,366 South African women showed that women who were beaten by their partners were 48 percent more likely to be infected with HIV than those who were not [4].

The economic cost of violence against women is considerable — a 2003 report by the US Centers for Disease Control and Prevention (CDC) estimates that the costs of intimate partner violence in the United States alone exceed US$5.8 billion per year: US$4.1 billion are for direct medical and health care services, while productivity losses account for nearly US$1.8 billion [
5]. Violence against women impoverishes individuals, families and communities, reducing the economic development of each nation [6].
Women on the Frontline Series – Brochure
It threatens the lives of more young women than cancer, malaria or war. It affects one in three women worldwide and leaves them mentally scarred for life. It is usually inflicted by a family member.
“It” is violence against women and girls.
This brochure introduces a new documentary series, Women on the Frontline, presented by Annie Lennox, that shines a light on violence against women and girls. The series takes the front to homes, villages, and cities of our world where a largely unreported war against females is being waged.
The series is being broadcast first on BBC World for seven weeks starting 18 April 2008, 19:30 GMT.

Consult the broadcast schedules on dev.tv and BBC World.

Compassion makes the difference...

video

terça-feira, abril 08, 2008

Afinal é Primavera ou Inverno ?!

Hoje não tenho disposição para escrever, o tempo está feio e deprimente.

Por isso, resolvi adicionar apenas uma imagem primaveril, para o contrariar!

Foi captada no passado domingo, no Alentejo, quando ainda parecia Primavera...